Você nunca vai emagrecer se continuar fazendo isso!

Fomos acostumados erroneamente nas academias, à sempre fazer aquela famosa série 3 x 10 para “crescer” ou 4 x 15 para emagrecer. Contudo, não discutíamos a estratégia utilizada, pois ali existia um “profissional” que nos orientava, que supostamente sabia de “tudo’’. Portanto, não cabia à nós discutirmos sobre tal exercício ou outro, afinal éramos iniciantes e não sabíamos o que se passava ali e nem a utilidade daquilo. Só queríamos fazer as séries, ir pra casa, para depois de alguns meses ver os resultados surgirem.

Aí vem a questão: alguns meses se passaram, e os resultados?

Níveis de treinamentos diferentes, sejam eles para perda de peso ou hipertrofia, requerem intensidades diferentes, afinal, nem eu nem minha musculatura, ou muito menos meu metabolismo é igual ao seu.

No máximo eles são parecidos, porém com respostas diferentes, ou seja, requerem um treinamento adaptado para minha individualidade biológica.

Mas o que é intensidade?

Eu aumento a carga todas as vezes que treino e já não torna o exercício intenso?

Ou, para quem quer emagrecer, caminhar mais de 40 minutos todos os dias e não é o suficiente?

Sinto dizer, mas você não vai emagrecer caminhando 30 minutos todos os dias. Você pode caminhar duas horas todos os dias e não perder nem um quilo!

Mas como assim?

Vamos por partes:

Treinamento neuromuscular (ou musculação), uma das atividades para a qual existem mais adeptos no país, é a única que vai fazer a hipertrofia acontecer ou seja, fazer você ganhar volume  muscular.

Intensidade de treinamento na musculação não se resume apenas à carga, e ir aumentando o peso à toda ida a academia. Na verdade, não adianta aumentar a carga do exercício, se você não o executa da maneira correta.

Ainda não acredita?

Vamos lá:

Nossos músculos são formados por fibras musculares, que são preenchidas por feixes longitudinais chamados de miofibrilas.

As miofibrilas são responsáveis pela contração muscular, que é um processo fisiológico característico das fibras musculares, e é o primeiro processo que dá início à caminhada para hipertrofia.

Esses filamentos, compostos por duas proteínas, actina e miosina, são responsáveis por esse processo de contração.

É a partir dai que existe a aquela frase:

É no descanso que o músculo cresce.

Pois é meu amigo, durante o processo de descanso é o onde o anabolismo muscular ocorre, é onde a regeneração das fibras acontece, e é onde ocorre o aumento do volume celular do músculo.

Então quer dizer que só a carga vai fazer todo esse processo de anabolismo?

Não! Como já havia mencionado, existem três fatores muito importantes e interdependentes para que o anabolismo (ou hipertrofia) ocorra:

  • Execução correta do movimento; 
  • Tempo de descanso após o treinamento;
  • Variação em seu treinamento.

Esses três fatores são fundamentais para se obter um bom resultado.

Portanto, não se limite à somente aumentar a carga, pois certamente chegará um momento em que a execução não vai ser feita de forma correta e acabe ocasionando uma lesão fisiológica, sem caráter hipertrófico, e sim patológico!

O mesmo acontece no treinamento para emagrecer.

Lá no inicio do artigo, citei que a grande maioria das pessoas que querem perder peso, fazem só a caminhada regular.

Caminhada é bom? Sim, é ótimo! Para te tirar do sedentarismo e te manter ativo. Porém, para emagrecer (entenda-se aqui, perda de gordura) significativo é o que menos será.

O aumento de intensidade pode ser alcançado de diversas formas. Um ótimo exemplo seria fazendo um treinamento intervalado (muito conhecido hoje pelo termo HIIT, que vem da sigla em iglês – High Intensity Interval Training).

Nesse tipo de treinamento, ocorre um aumento de seu ritmo, e logo em seguida a diminuição por um certo período de tempo, de modo intervalado.

Mudanças de percursos, inclinações e declinações, são alguns tipo de variações de intensidade que podem ser utilizadas.

O músculo cardíaco, assim como qualquer outro músculo do nosso corpo, precisa ser estimulado para ser condicionado, e quanto mais condicionado, mais ele vai exigir intensidade.

Só assim o processo de queima de gordura será efetivo.

Não esqueça, é claro, que uma boa alimentação é fundamental para a obtenção de resultados expressivos. Então, sempre procure a orientação de profissionais da área, seja um educador físico, ou nutricionista.

texto por Jefferson Diniz

 

 

Você nunca vai emagrecer se continuar fazendo isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *