Usando Isometria no Treino de Hipertrofia

corpo de 21

O intuito desse texto é esclarecer de uma forma simples e direta, algumas dúvidas com relação às ações musculares, e de que forma você pode se beneficiar ao utilizar exercícios de isometria em seu treino de hipertrofia.

Isometria consiste basicamente em manter o músculo em contratação, porém sem realizar movimentos articulares dinâmicos.

A força interna produzida pelo músculo se iguala à resistência externa e não há movimentação das partes corporais. Isso consiste em carregar um peso mantendo o músculo tensionado sem levantá-lo ou abaixá-lo.

Isometria para Hipertrofia - Fonte: http://vidadealof.wordpress.com/2013/02/21/isometria-e-barra-fixa-dia-04/

Exemplo de Exercício Isométrico – Prancha Abdominal

Nesse treinamento estático, como assim também podemos chamar, ocorre a ação muscular, porém nenhuma alteração no comprimento total do músculo, ou seja, você faz força mas continua parado.

A isometria é um recurso bastante utilizado na musculação seja ela, para fins de hipertrofia, resistência muscular, recuperação e reabilitação do indivíduo. Você pode utilizar esse tipo de treinamento, combinando com exercícios dinâmicos o que traz alguns benefícios como por exemplo, maior exigência do treinamento e possivelmente um gasto calórico maior também.

Quando já se tem um histórico médico do indivíduo, os exercícios isométricos são bastante utilizados para se evitar lesões, exatamente pelo fato de ser menos “lesivo” para as articulações.

A falta de movimentos no exercício isométrico faz com que ocorra a diminuição da sobrecarga articular, e ainda favorece o fortalecimento dos tendões e ligamentos. Esses pontos são os benefícios mais evidentes dos treinos isométricos, pois não somente servem para se evitar uma lesão como auxiliam em sua recuperação.

 Tipos de Treino de Isometria

Existem dois tipos de treino isométrico:

  • resistindo à uma carga 
  • superando uma carga

No primeiro tipo, se utiliza uma carga inferior a 100% da carga máxima e se mantém estabilizado o movimento.

Já no segundo tipo, ocorre a utilização de 100% da força máxima tentando mover um objeto que é imóvel.

Outro fator utilizado para uma variação no exercício isométrico é o tempo. Variações no fator “tempo” modulam a dificuldade do exercício, influenciando também a  carga que será utilizada. Quanto maior a carga aplicada, menor o tempo de sustentação do movimento, e vice-versa.

Agachamento em Isometria com apoio na bola

Agachamento em Isometria com apoio na bola

Além do tempo, a angulação do movimento da articulação é outro ponto no qual o individuo deve manter a atenção, assim como a postura e alinhamento do corpo.

Contra Indicações dos Exercícios de Isometria

Exercícios isométricos não são recomendados para pessoas cardiopatas, pois o aumento da resistência muscular periférica em isometria faz com que a frequência cardíaca se eleve e a contração muscular estabilizada comprima os capilares, aumentando assim, a pressão arterial e sobrecarregando o coração.

Sempre procure sempre um médico ou profissional da área para orientação individualizada.

Bons treinos, com mais saúde e qualidade de vida!

 corpo de 21-min

Usando Isometria no Treino de Hipertrofia
5 (100%) 355 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *