Fatos (decepcionantes) sobre o Frozen Yogurt

Verão chegando, e nada melhor do que um frozen como uma opção light para matar a vontade de doces e ainda se manter na dieta, certo? Errado.

Considerado como uma das sobremesas favoritas do verão, o frozen pode não ser uma opção tão saudável quanto pensávamos.

O iogurte de verdade, por definição, é feito somente de leite coalhado e culturas probióticas. Porém, muitas marcas  de frozen yogurt no mercado utilizam muito açúcar e outros ingredientes difíceis de pronunciar em sua formulação.

Dentre os ingredientes mais comuns, encontra-se: goma guar, ácido cítrico, goma de celulose – mais conhecida como madeira (o post anterior fala sobre isso) – fosfato dissódico, propilenoglicol e claro: MUITO AÇÚCAR, nos mais variados nomes possíveis que são utilizados para te confundir – frutose, dextrose, maltodextrina, cana de açúcar, xarope de milho, polidextrose, mas que no final, tudo se resume à somente uma palavra: açúcar, mesmo. E ainda:

  • corantes artificias
  • essências artificiais
  • conservantes
  • em alguns, gorduras-trans

Muitos ainda, adicionam carragena, um agente espessante extraído de algas marinhas vermelhas.

Essa substância tem sido associada à vários efeitos adversos à saúde.

frozen disponível no mercado hoje é um dos alimetos mais processados que existe, e parece ser a solução para os problemas de quem quer saborear um sorvete sem culpa – é cremoso, saboroso e ainda é fat-free! Seria perfeito se não fosse somente uma estratégia de marketing para acompanhar os modismos do senso comum, que diz que gorduras devem ser eliminadas do cardápio em um dieta de emagrecimento.

Nem todos os fabricantes disponibilizam a lista de ingredientes dos frozen yogurts. Embora isso não seja obrigatório por lei, é importante para saber, por exemplo, se o produto contém açúcar e aditivos alimentares, ou ainda para quem possui alergias. Apenas a Yogen Fruz e a Yogolove deixam essa relação à disposição dos seus clientes.Veja abaixo as tabelas nutricionais:

Tabela Nutricional Yogen Fruz. Fonte: http://www.yogenfruz.com.br/nutricional.php?cod=3&CodLink=1

Tabela Nutricional Yogen Fruz. Fonte: http://www.yogenfruz.com.br/nutricional.php?cod=3&CodLink=1

 

Agora, perceba que a próxima tabela relaciona os ingredientes da opção SEM AÇÚCAR do frozen, porém que contém maltodextrina shocked:

 

Tabela Nutricional Yogen Fruz - Opção "Sem Açúcar". Fonte: http://www.yogenfruz.com.br/nutricional.php?cod=3&CodLink=4

Tabela Nutricional Yogen Fruz – Opção “Sem Açúcar”. Fonte: http://www.yogenfruz.com.br/nutricional.php?cod=3&CodLink=4

 

Frequentemente, as pessoas que optam pelo frozen fazem algumas deduções que na verdade são equivocadas. São elas:

Se o sorvete contém muita gordura e o frozen não contém gordura, então o frozen é uma opção saudável.

Considerando o que já foi visto até o momento, realmente esse pensamento é incorreto. Ainda,  especialistas afirmam que a gordura do sorvete traz saciedade mais rapidamente do que a ausência de gordura do frozen, fazendo com que a pessoa acabe ingerindo menor quantidade – isso talvez explique porque é tão fácil acabar com aqueles potes extra-GG disponíveis na entrada das lojas.

Frozen Yogurt possui probióticos que são saudáveis para o funcionamento da flora intestinal e fortalecimento do sistema imunológico.

Essa afirmação é polêmica e controversa, visto que alguns especialistas afirmam que as culturas de probióticos não conseguem sobreviver ou se proliferar em baixas temperaturas como as do frozen.

Além disso, em 2011, a Proteste, que é uma entidade de proteção ao consumidor, realizou testes em 8 marcas populares (entre elas, as conhecidas Yogoberry, Tutti Fruti e Yogofresh), e verificou que dentre todas, somente uma marca, a Yogen Fruz, continha uma porcentagem de culturas equivalente ao que se pode definir como iogurte.

E a Yogofresh, surpreendentemente, nem possuía iogurte entre os ingredientes de seu frozen.

Veja abaixo a tabela que relaciona os resultados da pesquisa:

Fonte: http://www.proteste.org.br/

Fonte: http://www.proteste.org.br/

 

É importante que o consumidor crie o hábito de ler os rótulos das embalagens e saber da composição dos alimentos que consomem. A Indústria do Alimento muitas vezes se usa de artifícios e estratégias de marketing para te confundir.

Portanto, caso você esteja realmente comprometido com sua saúde, desenvolva esse hábito.

Quer saborear uma sobremesa deliciosa como o frozen ou o sorvete? Saboreie eventualmente, mas consciente do que está ingerindo, e com moderação. Para tudo deve-se haver equilíbrio.

Existem ainda maneiras de criar seu próprio sorvete de modo que fique delicioso e saudável ao mesmo tempo. Veja alguns exemplos de receitas de sorvetes saudáveis, feitos a partir de gorduras boas – ou até mesmo sem gordura – e ingredientes de verdade.

Referências:
Food Babe, The Huffington Post e Dr. Andrew Weil, M.D.
Fatos (decepcionantes) sobre o Frozen Yogurt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *